sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Tudo novo, de novo...

Fiquei pensando no que escreveria na primeira postagem do ano. Passei alguns instantes analisando opções vagas e descompromissadas. Não me veio nada sóbrio ou concreto... 2011 foi um ano de várias vitórias, mas também foi um ano de luta e pressão. O resultado disso está quase para ser entregue: o livro No Vermelho. Diversos contos e crônicas inéditos, ilustrações insanas e alguns textos populares do blog. Os ingredientes são os mesmos do livro Evolução Decrescente: textos que fazem cócegas e ao mesmo tempo cutucam a ferida. Em breve eu convido vocês para participarem desse universo insano e olharem o mundo novamente por outro ângulo.

E foi aí que percebi que o ano começou com um novo processo psicológico de gestação que há tempos não experimentava. A ansiedade de apresentar meu novo livro ao mundo. Uma expectativa que finalmente vou poder concluir, graças as férias.

As histórias das capas das minhas obras são sempre insanas. A primeira veio de uma montagem artesanal no Paint, na qual representa bem a loucura contida em suas páginas. A segunda tem uma trajetória mais maluca ainda. A estrutura nasceu de uma nota fiscal que rabisquei poucos meses depois do lançamento do Evolução Decrescente, durante uma tarde na recepção do boliche que trabalhava. Um rascunho que, com apoio do Photoshop, se transformou na capa.

E é nesse clima que registro minha primeira aparição de 2012 nessa rede chamada internet. Pretendo trazer novos vídeos insanos e continuar essa relação de mais de 7 anos com o blog insano.

Um comentário:

JGCosta disse...

Felicidade meu amigo nesse novo ano!

Abraços renovados!