quarta-feira, 3 de abril de 2013

Isto é Calypsooo!

Eu poderia abrir um espaço para falar sobre a Coréia do Norte e o Pyongayng Style, mas hoje li uma notícia que me abalou mais: segundo o jornal Extra, o filme Isto é Calypso, que contaria com Deborah Secco como protagonista, foi cancelado após as declarações polêmicas de Joelma à revista Época. 

Daí você pensa: o que a Joelma pode ter dito de tão polêmico? Será que ela disse que é possível ter prazer anal? Na verdade foi bem mais complexo. Ela emitiu sua opinião sobre homossexualismo e, mesmo não sendo presidente da Comissão de Direitos Humanos, acabou na saia justa.

Na polêmica entrevista, Joelma afirmou ser contra a união homossexual porque, segundo ela, a Bíblia também não é a favor e que se tivesse um filho gay lutaria até a morte para fazer sua conversão. Além disso, ela fez a segunte afirmação: “Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”.

Ok então, vamos por partes!

Conversão? Homossexualismo é religião? Isso explica porque dizem que certas pessoas tem "vocação" para a coisa. Mas o que chama a atenção mesmo é a comparação com o vício em drogas:

- Olá, meu nome é Teobaldo.

- Olá, Teobaldo.

- Eu tô aqui porque, hãm, eu sou viciado em, sabe... Sou viciado em... Então... Vou abrir o jogo. Apesar de ser bombadão e tal, eu já caí encima do pepino.

As pessoas sentadas em círculo se olham colocando a mão com delicadeza na frente da boca. O homem que estava de pé continua o discurso:

- Então. É com orgulho que digo: fazem três meses, dois dias e umas 12 horas que não dou pra ninguém.

A afirmação recebeu aplausos, deixando Teobaldo constrangido:

- Ai, para! Não precisa de tudo isso! - Disse com um sorriso bobo.

As palmas cessaram e o rapaz que mais lembrava um armário prosseguiu:

- Não está sendo nada fácil. Ontem mesmo eu estava no banheiro da academia no meu canto, de boa, quando de repente o sabão caiu.

A cara de espanto da plateia revelava a apreensão que tinha por ouvir o fim da história:

- Mas consegui controlar a situação. Um amigo meu, muuuito gentil, me ofereceu o dele e consegui me manter firme.

Todos aplaudiram de pé:

- Você é um exemplo para todos nós! Parabéns!

A reunião acabou e Teobaldo não pôde alongar a conversa, pois um amigo gentil ofereceu carona. A Joelma perdeu patrocinadores do filme, você talvez tenha perdido um longo tempo lendo isso até o final, mas o Teobaldo fez questão de não perder a carona...

Um comentário:

JUDITH TORRES disse...

GOSTEI MUITO DO TEU TEXTO...